A auto-estima e as reabilitações estéticas e funcionais

Publicado na revista PIER – Novembro / 2010

Com a evolução constante da medicina e incluída neste contexto estão todas as possibilidades terapêuticas, tanto preventivas como reparadoras, e neste conjunto de ciências médicas encontra-se a odontologia, com todas as suas especialidades, podemos vislumbrar abordagens e tratamentos que permitem ao paciente vivenciar experiências muito positivas através da reabilitação funcional e estética, onde percebemos uma profunda mudança no processo de auto-estima do paciente, que pode ser em uma criança a partir da segunda infância até um adulto octagenário. Percebe-se aí a capacidade de especialidades odontológicas como a implantodontia, a estética odontológica e a ortodontia poderem promover no universo da saúde emocional do paciente, logicamente estas suportadas por outras especialidades odontológicas e demais áreas médicas, na busca pela promoção de saúde do paciente.

Quando nos remetemos a nossa infância fica fácil lembrar e perceber como são muitas vezes cruéis as crianças umas com as outras, qualquer traço físico ou comportamental diferente da média do grupo propicia que este mesmo adote uma postura diferenciada para com determinada criança ou adolescente, sendo desde a forma mais sutil, não sendo um dos membros do grupo dos mais populares da turma, ou até mesmo de forma mais grosseira como os agora detectados bullyings.

O fato em questão é que a auto estima começa a ser construída na infância e por este motivo toda abordagem que venha no sentido de fortalecer o individuo na construção da autoconfiança é muito importante. Quem não foi vitima ou presenciou alguém sendo taxado de gordo (a), feio (a), magricelo (a) ou dentuço (a). Como exemplo das marcas que isto pode causar um caso bem simples de uma criança por ter seus surtos de crescimento levemente mais tardios que a media dos colegas, era sempre a primeira da fila, a mais baixa durante todos os primeiros anos escolares, os anos se passaram e por seu crescimento ser levemente tardio se tornou mais alta do que a maioria das colegas, hoje possui uma altura entre média e alta, porém se surpreende ao dizerem que ela é alta, continua vendo a si mesma como baixa. Em odontologia, mais precisamente em ortodontia, podemos participar efetivamente na desconstrução deste processo negativo e realmente fortalecermos a construção da auto-estima como no caso de uma paciente que aos dez anos era chamada de Mônica pelo fato de ser baixa, gordinha e dentuça, e por conseqüência era excluída das brincadeiras, o verdadeiro bullying, e aos 14 anos, após o tratamento ortodôntico, era eleita a presidente do grêmio estudantil. E a pergunta que fica: Que marcas teriam deixado em seu emocional seus dentes exageradamente projetados, olhando aos moldes da criança que era a mais baixa da turma?

Tratando-se do universo adulto as questões relacionadas impactam em uma personalidade já formada, embora não imune a períodos de baixa auto-estima, que todos nós passamos, com maior ou menor intensidade e maior ou menor número de vezes. Em um adolescente e em adulto jovem, isto parece estar bem mais a flor da pele e pequenos defeitos estéticos podem provocar descontentamentos importantes, e isto talvez explique a grande procura por esta faixa etária por tratamentos de estética dental. Já os adultos um pouco mais maduros, que embora não pareçam estar tão suscetíveis a isto padecem da mesma forma, porém às vezes envolvidos com problemas profissionais, familiares, entre outros, não percebem as benesses deste tipo de reabilitação poderia lhe oferecer. Este quadro vem se alterando gradualmente através das mulheres, que já perceberam a melhora na qualidade de vida proporcionada por tratamentos reabilitadores estéticos através de tratamentos restauradores e de cosmética dental que devolvem, quando executados com o preciosismo devido, novamente a jovialidade ao sorriso, impactando positivamente em termos de auto-estima e autoconfiança e também das reabilitações funcionais, por que hoje em dia estas mesmas mulheres sofrem a mesma pressão do mercado de trabalho que os homens e conseqüentemente o mesmo nível de estresse, o que pode disparar ou acelerar processos destrutivos como o bruxismo, na disfunção da ATM. Os homens, que alem de se beneficiarem da reabilitação estética através da reconstrução de um sorriso novamente jovial, tem, por sua vez, um ganho ainda mais importante em uma reabilitação funcional (a reabilitação dental através de implantes osseointegrados), que é a capacidade de morder firme como se os dentes fossem naturais, o que resgata atávicos atributos primitivos e inconscientes capazes de devolverem parte da virilidade perdida o que está diretamente relacionado com a autoconfiança e naturalmente com a auto-estima.

Como percebemos as reabilitações, estéticas e funcionais, e na maioria das vezes elas são indissociáveis, participam profundamente na vida emocional das pessoas, o que amplia muito a atuação do profissional da odontologia, pois a abordagem, a questões onde a auto-estima está envolvida, deve ser feita com muita sensibilidade e cautela no momento do diagnóstico e na proposição dos tratamentos. Através desta visão a abrangência no trato de todas as questões de saúde, sejam elas físicas ou emocionais, receberão sempre uma abordagem adequada e sobre o ponto de vista da saúde global do paciente.

3 respostas a A auto-estima e as reabilitações estéticas e funcionais

  1. I was pretty pleased to uncover this great site. I wanted to thank you for your time just for this wonderful read!
    ! I definitely appreciated every bit of it
    and i also have you bookmarked to check out
    new stuff in your web site.

  2. A person necessarily help to make seriously posts I might state.
    This is the first time I frequented your website page and so far?
    I amazed with the research you made to create this particular put up extraordinary.
    Magnificent activity!

  3. pests advice disse:

    I’m not that much of a internet reader to be honest but your sites really
    nice, keep it up! I’ll go ahead and bookmark your website to come back in the future. Cheers

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>